Identificando Excessos de Gastos

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Frequentemente você repara que o dinheiro do seu salário acaba muito antes de chegar o último dia do mês? É preciso atuar identificando os excessos de gastos para evitar que isso se torne uma bola de neve e o endividamento se vire um problema.

Saber administrar seu dinheiro e conseguir viver com um pouco menos do que você ganha é um passo essencial para ter qualidade de vida e reduzir o estresse.

Afinal, é muito ruim a sensação de não ter dinheiro ou pior, ter que pegar empréstimos para conseguir sobreviver até o próximo salário. Por isso, vou te dar algumas dicas para que você possa se organizar melhor com relação aos seus gastos!

Faltando Dinheiro no Fim do Mês? Veja Onde Está o Erro

Todo final de mês o dinheiro já acabou e você fica contando os dias para o próximo pagamento? Essa situação está errada e identificar o que está ocasionando isso é essencial para que o dinheiro passe a ser suficiente para o mês todo.

Se você ganha pouco e acredita que o problema seja exclusivamente esse, talvez esse seja o grande erro que te impede de administrar bem o que você tem recebido.

Afinal, ganhando mil reais mensais ou dez mil reais, é seu papel saber administrar o que você recebe para suprir suas necessidades e não se endividar.

Viver com um orçamento um pouco menor do que o seu salário é essencial para que sempre sobre dinheiro e você possa investir para realizar seus próprios sonhos.

Para entender melhor como lidar com seu dinheiro é preciso conhecer quais são seus custos, gastos e despesas, avaliando quais excessos precisam ser controlados para que o seu dinheiro dure o mês todo.

Custos, gastos e despesas

Um dos passos essenciais para identificar para onde está indo seu salário é entender o que são custos, gastos e despesas, porque existe uma diferença entre esses termos e não compreender isso pode ser um dos motivos que te leva a se atrapalhar com a administração do seu salário.

Gasto

Todo bem ou serviço adquirido por você e que não irá te trazer retorno financeiro é considerado um gasto, por ser um conceito bem amplo acaba ficando difícil entender a diferença entre gasto e despesa.

Mas o gasto é, por exemplo, aquela roupa nova ou até aquela televisão que você quer para a sua sala, porque são compras que não irão ser revertidas em benefícios financeiros.

Custo

Um custo é um gasto que te gera um benefício. Não entendeu? Por exemplo: se você deixa a lâmpada de casa acesa sem necessidade, trata-se de um gasto, mas se ela está acesa para que você possa trabalhar isso é um custo.

Despesa

Pense no orçamento mensal da sua casa, as despesas comuns são: água, luz, internet, plano de televisão à cabo… todos esses itens são de pagamento mensal, por isso são classificados como despesa.

Se você compra um novo eletrodoméstico e paga à vista ele é um gasto, mas se o valor for dividido em 12 prestações, ele torna-se uma despesa da casa.

Agora que você entendeu essas noções, pare para pensar no seu orçamento mensal e monte uma planilha com os seus custos, despesas e gastos para que você possa visualizar para onde está indo o seu salário.

Essa organização irá te auxiliar a entender porque todos os meses parece que seu salário é insuficiente e o empréstimo passa a ser a única alternativa para chegar ao fim do mês e receber o próximo salário.

Agora separe o Essencial

Dessa planilha inicial que te convidei a fazer, observe quais são os itens realmente essenciais que precisam da sua atenção e do seu dinheiro?

Você tem comprado móveis novos para a sua casa? Parte do seu orçamento é para roupas e sapatos? Aquelas saídas frequentes com os amigos ou colegas de trabalho está tomando muito do seu orçamento?

Faça agora uma lista do que é realmente essencial para que você tenha uma vida confortável, usufruindo do seu dinheiro e compare com a sua planilha de gastos anterior!

Essa comparação dos seus custos, gastos e despesas atuais versus a lista de itens essenciais é uma boa forma de perceber o que pode ser retirado da sua rotina para te ajudar a economizar e voltar a fazer com que seu dinheiro dê para o mês todo, sem que você deixe de ter uma vida confortável.

Não há como ensinar a montar uma lista do que é essencial, porque isso é algo muito pessoal, mas essa lista precisa ser realmente honesta!

Se tomar uma cerveja na sexta com os amigos é algo muito importante e que você não abre mão, o valor da conta do bar precisa estar na sua lista de gastos essenciais.

Corte os Excessos

O próximo passo para começar a fazer com que seu dinheiro seja o suficiente é cortar os excessos que você mesmo já identificou ao comparar a lista de gastos atuais versus a lista de gastos essenciais.

O objetivo não te impedir de se divertir ou aproveitar seu dinheiro! Por esse motivo que seus custos essenciais precisam ser sinceros, para que o corte seja feito no que realmente é um excesso.

Se beber com seus amigos é um momento de lazer que você não abre mão, que tal convidá-los para beber em casa com a cerveja comprada no supermercado? Certamente ao fazer isso com mais frequência a economia será muito significativa quando comparado com o valor gasto no bar.

Todas as pessoas possuem excessos em seus orçamentos e ao organizar listas e planilhas como foi proposto, fica muito mais fácil identificar as trocas e os cortes necessários para que seu salário dure o mês todo.

Quer aprender mais dicas e finalmente saber como organizar sua vida financeira? Clique no link abaixo!

https://kplan.com.br/cursos/simples-educacao-financeira/

Você também vai gostar desses:

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho

Junte-se a nós!

Cadastre-se e receba dicas e materiais exclusivos

X